sábado, 22 de abril de 2017

Cores, formas, lateralidade e muita diversão




 Assim é o jogo Twister, uma ótima opção para trabalhar conceitos de forma lúdica e significativa.


 O jogo original é bem carinho... Então fiz esse com TNT, a roleta é de um molde da internet.


        


 É um excelente material que pode ser usado em qualquer ano de escolaridade, minha turminha amou! Só querem jogar Twister agora.


 Além do desenvolvimento da lateralidade,  integrando  funções motoras e psíquicas, o jogo colabora para a apreensão de regras. O aluno precisa esperar a sua vez, respeitar seu espaço e o do outro e, no caso da brincadeira em forma de "corrida", controlar a ansiedade, sabendo que nem sempre é possível ser o vencedor. 


                          



 Crianças também precisam aprender a se frustrar, a errar, a não estarem sempre certas. Isso faz parte da vida em sociedade e vai estar presente em sua vida escolar cotidianamente.

 Se essa aprendizagem ocorre naturalmente, temos menos crianças agressivas e autoritárias em sala, que se aborrecem por não terem seus pedidos aceitos e que não aceitam regras.

 Mas se chegam a nós sem esse senso, não podemos simplesmente ignorá-las.

 Tenho me assustado com as salas de aulas fechadas e os quadros tão cheios... Eu sei que fazer diferente cansa, exige mais do tanto que já fazemos, dos finais de semana que já abdicamos, mas são crianças... Criança ama pular, brincar, correr... Às vezes a gente esquece disso...

 Eu comecei numa nova turma semana passada, dei aula dois dias e as crianças perguntaram se eu não ia usar o caderno, se não iriam fazer dever... Às vezes até penso se eu que estou errada... Mas sei que não!

                                         

Também me bate aquele medo de vez em sempre, o cansaço e até um desanimozinho...

 Mas eu tô aqui, Num constante aprendizado, eu não deixo de acreditar e faço o possível para que dê certo!


  E eu sei que você também faz!

 Investir nosso tempo de aula com jogos, brincadeiras e atividades de integração é preparar a emoção deles e você pode acreditar  que aprender as letras vai ser bem mais fácil assim!!!


  Obrigada por estar por aqui e até mais!!!


domingo, 16 de abril de 2017

Tabuleiro da centena


 Este jogo é bastante conhecido. Na internet você o encontra confeccionado em vários materiais. Esse eu fiz com E.V.A, igual ao que vi na formação do PACTO.

                      

 Sempre uso com meus pequenos. Já fiz com a turma toda, em duplas, mas o ideal é realizar com um grupo menor. 

 Com ele você trabalha sequência numérica, antecessor e sucessor, ordem crescente e decrescente, o conceito de centena, dezena e unidade e o que mais sua imaginação permitir. 

 Uma das formas de jogar é distribuir o mesmo número de fichas para cada jogador ou dupla.

                     

 Eu inicio o jogo posicionando no tabuleiro três ou quatro "números coringas".

 A cada rodada o aluno precisa descartar suas fichas no tabuleiro, no entanto, ele só pode colocar as fichas que estão antes, depois, uma dezena acima ou uma dezena abaixo do número coringa. Como nesta foto:

                                                

 Conforme os alunos vão colocando suas fichas as possibilidades aumentam. Ganha o jogo quem encaixar todas as fichas no tabuleiro primeiro.

                         

 Sempre jogamos até encher o tabuleiro, assim todos têm a chance de completar o jogo.

                        
 É bem simples e fácil, as crianças gostam muito, principalmente pelo clima de competição.

 Já tive uma turma que apresentava muita dificuldade com a sequenciação dos números, então, no início, jogávamos com o apoio de uma tabela numérica completa.

  Ele pode ser usado para trabalhar como atividade de recuperação paralela.

 Na verdade, todo material pode, o que vai diferenciar é a forma de aplicação e seus objetivos.

 Este ano estou com dois alunos no 2º ano que não identificam os numerais até 10. Já jogamos, usei massinha, material dourado, pintamos e contamos várias vezes. 

 Não estava vendo resultados...

 Então fomos brincar de amarelinha, na escola temos uma em forma de tapete de E.V.A, eles têm que montar a sequência sozinhos, falar o nome dos números, pular no número que eu dito e por aí vai... Pra eles é só uma brincadeira, pra mim é uma forma de despertar o interesse deles por algo vêem desde que entraram na escola, mas ainda não fez sentido...

                        

 Tem dado certo, estamos indo bem até o seis, mas nós vamos continuar brincando!

 E, é claro, seguindo Num constante aprendizado!!!


 


Vem também!!!