segunda-feira, 3 de outubro de 2016

É hora de dividir!



                                      

 Rita e a ovelha negra eram amigas e quando Rita mais precisou sua amiga dividiu tudo o que tinha de melhor com ela...

 Foi com essa história que ensina sobre não ter rótulos e compartilhar o que temos que sistematizei o conteúdo com as crianças.

 Depois de ler e conversar fizemos um texto coletivo, o livro traz apenas ilustrações. Antes de escrever pontuamos as partes mais importantes, cada parte se tornou um parágrafo. Durante a semana trabalhei interpretação e também a escrita de palavras com "LH".





 Entre ler e escrever partimos para dividir na prática. A atividade foi bem simples, mas os envolveu por completo. Começamos com grupos de 4 alunos, eles precisam dividir 20 balas igualmente e depois registrar a operação matemática.

                                   


 Eu passava nos grupos para explicar o processo e depois corrigia coletivamente.
                              

 Trocava a quantidade de crianças nos grupos e também de balas e pouco a pouco toda a turma compreendeu o processo.

                               




 Numa atividade assim é importante deixar as regras claras para que não haja confusão. Expliquei que a cada rodada um amigo seria responsável pela divisão, mas que todos ajudariam com opiniões.






 Falei também que iria trocá-los de grupo durante a brincadeira e que não havia motivos para reclamação e claro: nada de esconder bala no bolso, pegar do outro grupo e nem comer durante a atividade, ao final dividiríamos igualmente.




  
 No fim deu tudo certo! Tenho aprendido que o ideal é não deixar que atividade se esgote, mas concluí-la antes que isso aconteça, assim fica aquele gostinho de quero mais!!! 

 Nessa caminhada de erros e acertos a gente constrói  e reconstrói nossa prática, buscando sempre uma forma de alcançar aqueles que precisam bem mais do que uma cópia no caderno.

 E isso é seguir Num constante aprendizado!


 Obrigada por sua visita e até mais!!!

2 comentários: